diario_da_manh

A desidratação ocorre quando mais fluido é perdido do que a quantidade de água ingerida. Isso faz com que ocorra um desequilíbrio de minerais importantes, como sódio e potássio, conforme explica a nutricionista Patricia Folle. “Nos dias de calor o corpo transpira mais, perdendo mais água. Por isso, é importante beber muito líquido, de preferência água, sucos, água de coco ou até mesmo os chás e o nosso chimarrão”, aconselha a nutricionista.



Segundo ela, em uma escala de extremidades, a desidratação leve pode fazer alguém sentir apenas um pouco de sede. No outro extremo, a desidratação mais severa pode resultar em morte.



Durante as atividades físicas e na hora de pular o carnaval, há perda de líquido através do suor, e isso acontece por que esta é a forma que ele encontra para manter a temperatura a 37 graus evaporando água através da pele. Deve ser consumido os líquidos frios ou gelados, porque assim a absorção da água acontece mais rapidamente. Uma forma prática de ficar bem hidratado é tomar água fresca, em pequenos goles, antes, durante e depois. A nutricionista explica que o consumo de frutas também ajuda a manter o corpo hidratado, principalmente por frutas ricas em água como melão, melancia, laranja, limão e lima. “Chás e chimarrão, além de sua importância milenar, têm propriedades medicinais importantes para a saúde, podem ser tomados em qualquer hora do dia e ainda ajudam a manter a hidratação e o corpo em forma”, completa. Mas ela alerta que, assim como os sucos, água de coco, dentre outros líquidos, apesar de recomendados, não devem substituir totalmente a água, apenas ser consumidos alternados a ela.



Atenção na escola
Conforme Patrícia, as crianças e os bebês são as principais vítimas da desidratação nesta época de verão. “Por terem maior proporção de água no organismo, a perda de líquidos e eletrólitos na infância é uma ameaça eminente, que, se não cuidada pode ser até fatal”, alerta.


O período de volta às aulas está marcado ainda na estação de verão e, devido às altas temperaturas e as ondas de calor, é fundamental ter atenção especial com a hidratação das crianças. “Com esse clima quente e o retorno às atividades ter o cuidado com brincadeiras ao ar livre, algumas crianças podem ficar desidratadas”, acrescenta.


Do ponto de vista alimentar, Patricia considera importante os pais mandarem para o lanche das crianças na escola frutas e sucos que favoreçam a hidratação.

“ Evitar a exposição ao sol depois das dez da manhã, antes das quatro da tarde é muito importante, além de usar o protetor solar com fator de proteção no mínimo 30. O uso de bonés e de roupa leve também são boas indicações”, completa.



Sintomas
O principal sintoma da desidratação é a sensação de sede, mas que, conforme a nutricionista, pode ser acrescido de boca seca ou grudenta; pouca ou nenhuma excreção de urina; urina concentrada (amarela escura); não produção de lágrimas; olhos encovados; fontanela (moleira) marcadamente baixa em bebês; letargia ou coma (na desidratação grave). “Pode ainda haver vômito, diarréia ou a sensação de ‘não conseguir segurar nada’, os quais podem ser a causa da desidratação”, acrescenta.



Riscos do álcool e dos refrigerantes

Apesar de dar a sensação de “matar a sede”, refrigerantes e cerveja devem ser consumidos com moderação, pois, de acordo com a nutricionista, apesar de conter muita água, não contribuem para a hidratação. Os refrigerantes são considerados alimentos de "calorias vazias", pois possuem apenas calorias e água na sua composição, não fornecendo nenhum nutriente a mais para o corpo. “São bebidas gaseificadas, o que pode causar desconfortos intestinais e tem uma absorção mais lenta, não sendo ideais para a hidratação”, esclarece.



Além disso, o álcool, de acordo com Patricia, desidrata o organismo e, em excesso, pode ‘roubar’ vitaminas importantes do corpo. “Mesmo composta por 95% de água a Cerveja é diurética, mas não faz bem aos rins”, acrescenta.

Com relação às bebidas energéticas, a nutricionista lembra que contém cafeína, uma substância estimulante, grande quantidade de açúcar, por isso, o nome energético, devido a energia proveniente do açúcar, além de aminoácidos e vitaminas, entre outras substâncias. “Devem ser consumidas com moderação e não com a finalidade de hidratação, pois a combinação açúcar e cafeína auxiliam na eliminação de água devido ao efeito diurético da cafeína e o aumento da sede”, esclarece.

Já as bebidas isotônicas são soluções cuja concentração de moléculas (osmolalidade) é semelhante aos fluidos do corpo. São usadas principalmente para repor água e sais minerais perdidos pela transpiração ou outras formas de excreção, pois não interferem no equilíbrio hidroeletrolítico do corpo. São bebidas isotônicas o soro caseiro, água de coco, e outros isotônicos industrializados. "Podem ser consumidos por praticantes de atividade física, mas gestantes, lactantes, hipertensos, diabéticos, celíacos e pessoas com doenças renais não devem consumir o produto industrializado”, alerta a nutricionista.

Dicas
Além da água, outras bebidas podem ajudar a manter a hidratação, de maneira saudável e gostosa, conforme explica a nutricionista, porém, devem ser alternados com água e não substituí-la:

Água de coco: Líquido riquíssimo porque contém muitos nutrientes. É considerado um isotônico natural já que apresenta vários eletrólitos como sódio, potássio, fósforo e cloro por isso possibilitam uma absorção mais rápida, recuperando as perdas dos minerais. É um líquido perfeito para reposição de água e eletrólitos, perdidos em atividades físicas ou na desidratação. Também possuem na sua composição carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e fibras.

Suco de frutas: Ricos em vitaminas e minerais, os sucos de frutas fazem bem o papel de repositores hidroeletrolíticos, além de refrescantes, fornecem energia, acalmam e hidratam.
Um adulto deve consumir de 2,5 litros de líquido diariamente, ou 35 ml por quilo. Já as crianças devem consumir 55 ml por quilo, todos os dias e os bebês: 150 ml para cada quilo que pese.

OBS: : Nos dias de calor o corpo transpira mais, por isso, é importante beber muito líquido como sucos, água de coco ou até mesmo chás e chimarrão. Mas essas bebidas não devem substituir a água e sim serem consumidas alternadas com ela

É PRECISO FICAR ATENTO À DESIDRATAÇÃO

© 2016 -  Rua Fagundes dos Reis, 428 - Centro - Passo Fundo/RS - Fone (54) 3313-2355
 

Desenvolvido por ZnTECH.