tabeladecalorias

Patricia Folle nas Redes Sociais

vitamina_D A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, ela controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular. A principal fonte de produção da vitamina se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância. Alguns alimentos, especialmente peixes gordos, são fontes de vitamina D, mas é o sol o responsável por 80 a 90% da vitamina que o corpo recebe. Ela também pode ser produzida em laboratório e ser administrada na forma de suplemento, quando há a deficiência e para a prevenção e tratamento de uma série de doenças.


Benefícios comprovados da vitamina D:


Faz o Cérebro trabalhar melhor,
Fortalece os ossos, 
Combate o Envelhecimento da Pele
Protege o coração, 
Garantem uma Gravidez Segura, 
Previne e Controlar o Diabetes,
Boa para os músculos,
Tratamento de doenças autoimunes,
Previne e ajuda no tratamento do câncer,
Previne gripe e resfriado.
Fontes de vitamina D


IMPORTANTE: Todos os alimentos fontes de vitamina D são de origem animal porque as fontes vegetais não conseguem sintetizar a vitamina da maneira como os alimentos provenientes de animais. Até mesmo o alimento com as maiores quantidades da substância, o salmão, conta com somente 6,85% das necessidades diária de vitamina D em uma porção de 100 gramas. Por isso, tomar sol é fundamental para evitar a carência do nutriente. 


omelete_vit_d

Omelete de Atum com Ricota

Ingredientes:


2 ovos;
100 g de ricota;
1/2 lata de atum em conserva;
1 colher de sopa de salsinha picada;
Sal a gosto;
1 colher de sopa de cebolinha em rodelas.


Modo de Preparo:

Bata as claras em ponto de neve em uma tigela. Depois acrescente as gemas, a salsinha, cebolinha e os temperos. Bata novamente e depois adicione o atum, ricot. Misture suavemente. Em uma frigideira antiaderente com um fio de azeite, leve para aquecer. Quando estiver quente despeje a mistura e tampe. Quando a omelete estiver consistente e despregando da frigideira, vire do outro lado e espere dourar. Sirva em seguida.

VITAMINA D E  RECEITA DE OMELETE DE ATUM COM RICOTA (Sugestão de alimento rico em Vit D)

dieta_restritivaRespondendo, sim funcionam.


Entendendo que qualquer dieta que restringe a ingestão energética ou a um só tipo ou grupo de alimentos vai levar à perda de peso. 


Mas essa não é a maneira correta de EMAGRECER, especialmente se precisa reduzir certa quantidade e obvio não tendo interesse em ganhar novamente.


A questão é a qualidade do emagrecimento. 


Manter o peso após as dietas restritivas é complicado, pois o corte de calorias também resulta na baixa qualidade muscular.


De maneira geral, a alimentação correta deve conter todos os grupos de alimentos. 


Essas dietas não priorizam a mudança de hábito alimentar, que é o que faz aprender a comer adequadamente para o resto da vida.


O melhor é ter uma alimentação equilibrada, privilegiando a qualidade dos alimentos ingeridos (ou seja, não é apenas contar calorias) e um programa de exercícios que tenha a capacidade de elevar o metabolismo, queimando mais gordura.


Fazendo Dieta Restritiva o corpo vai reduzindo o metabolismo, ficando num estado de alerta. Assim, quando ocorre algum deslize, como num final de semana, o corpo tende a querer compensar e acumular gordura. 

 

Em outras situações a pessoa emagrece (perde gordura), mas não perde peso, pois o ganho de massa muscular que pode ocorrer com o treino fará com que o peso na balança se mantenha estável.


A forma de verificar o peso na balança não é o melhor parâmetro para avaliar a composição corporal. Para isso, é importante fazer uma avaliação adequada. Tal avaliação mostrará exatamente o que esta acontecendo no corpo da pessoa, ou seja, se ela tem reduzido gordura, ganhado músculos, ou o contrário.


Todos os nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais) são importantes para manter o equilíbrio corporal (chamamos isso de homeostase), mas é preciso saber dosar o uso de cada um deles. 


Sintomas de Dietas Restritivas:


- pele ressecada, 
- queda de cabelo, 
- fragilidade nas unhas, 
- mau humor (porque faltam nutrientes importantes para o funcionamento do cérebro), 
- mau hálito, 
- insônia, 
- dores de cabeça 
- infecções renais
- desidratação e
- aumentam o risco de cálculos biliares


ATENÇÃO: Dietas restritivas com menos de 800 calorias por dia são prejudiciais e apenas devem ser realizadas sob a supervisão do profissional Nutricionista, assim como qualquer elaboração e orientação alimentar.


DICAS
1: Mude o estilo de vida e a mudança do comportamento alimentar, associado com a prática regular de exercícios, levará a resultados de emagrecimento sustentáveis. 
2: Um outro passo importante para emagrecer de vez é entender a motivação para mudar de vida, ou seja, é necessário saber o seu Porquê. ex: Porquê eu quero poder entrar no manequim menor, porquê quero ser saudável, porquê é a coisa mais inteligente a se fazer....
3: Procure corrigir aos poucos a sua atitude em relação a sua alimentação!
4: Lembre-se o quanto a sua saúde e a sua disposição será beneficiada com a reeducação alimentar e que essa mudança precisa ser para a vida toda.
5: Lembre-se que a único responsável por suas escolhas é você.

DIETAS RESTRITIVAS FUNCIONAM?

© 2016 -  Rua Fagundes dos Reis, 428 - Centro - Passo Fundo/RS - Fone (54) 3313-2355
 

Desenvolvido por ZnTECH.